“Missionária” morre durante de prática de jejum.

Publicado: 29 de março de 2011 em Fanatismo Religioso

Este é mais um dos muitos casos de fanatismo religioso que culminam em tragédia. O caso narra a história de uma “missionária” que por fanatismo religioso acabou se trancando em casa para jejuar (abster-se de alimento e água). Infelizmente são muitas as seitas e grupos religiosos que sem conhecimento algum ensinam a seus seguidores esse tipo de prática, sem ao menos um acompanhamento de uma autoridade competente, seja de um médico, ou até mesmo do própria líder.
Não somos contra a prática do jejum, ao contrário, ele traz até mesmo benefícios para o corpo e espírito quando realizado com prudência, acompanhado de um aval de um profissional competente da área médica que através de exames comprova o bom estado de saúde para tal atitude. No judaísmo, por exemplo, jejua-se no “dia do perdão” (Yom kipur), mas todos os rabinos (homens com formação acadêmica, muito bem instruídos e ordenados segundo a lei),  instrui muito bem a todos da sinagoga sobre o significado do ato e como, quando e de que forma esse jejum deve ser feito. Todos reúnem-se em concordância num local apropriado e só jejuam as pessoas em condições para tal, em concordância com a congregação. Não há relato algum de alguém que tenha morrido nesse tipo de jejum.


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s